Apoio Ecolimp oferece para a Saúde uma moderna higienização para hospitais e laboratórios com gestão automatizada

A Saúde exige uma higienização técnica, afinal esta atividade interfere diretamente na segurança do paciente. Um procedimento que muitas vezes demanda a integração entre o modo do processo, pessoas e tecnologia. “Com isso conseguimos eficiência e produtividade ao mesmo tempo. Temos que priorizar uma visão de negócio, e não apenas de serviço”, afirma Rodolpho do Carmo Ricci, diretor executivo da Apoio Ecolimp.

A empresa, especializada em higienização e desinfecção hospitalar, atua em diversos hospitais e laboratórios. “Buscamos o que há de mais moderno em procedimentos e conveniência, sempre dentro dos padrões e técnicas estabelecidas e validadas pela CCIH (Comissão de Controle de Infecção Hospitalar) ou departamento de qualidade do cliente, utilizando produtos e equipamentos registrados e autorizados pela ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e demais órgãos regulamentadores”, afirma.

O Hospital Vitória, em Curitiba, por exemplo, é um dos parceiros da Apoio Ecolimp e por lá está sendo aplicado pela empresa um projeto piloto com gestão completamente automatizada. Para tanto, coloca-se um tablet no carrinho de limpeza do colaborador que informa sobre a roteirização, tempo de serviço e serviços emergenciais do hospital. Caso tenha algum problema ou urgência para ser resolvido, o gestor do Hospital tem contato direto com o colaborador da Apoio Ecolimp. “Esse projeto é a essência do futuro do nosso negócio, que é vender cada vez mais serviços e menos terceirizados”, afirma.

A hotelaria hospitalar também é outro trabalho que a empresa oferece. “A rouparia representa um item de grande gasto nas empresas, tanto em custos fixos quanto variáveis. O enxoval é um item fundamental em hotelaria, seja convencional ou hospitalar e merece toda a atenção na hora de adquirir, pois refletirá diretamente no conforto e satisfação dos clientes, pacientes e dos hóspedes.”

Os serviços prestados auxiliam na gestão do ativo (compra, utilização, descarte e controle de estoque) e gestão de lavanderia. “Manter o leito ocupado é fundamental para a receita do hospital. Damos atenção total para liberar o leito o mais rápido possível”, pontua.

Obcecados por treinamento

O motor que faz a engrenagem da higienização funcionar é o treinamento da equipe, segundo Ricci. O ensino a distância é uma importante ferramenta utilizada pela Apoio Ecolimp na qualificação dos colaboradores. “Somos obcecados por treinamento.”

O diretor pontua ainda a necessidade de os hospitais saberem como as empresas prestadoras de serviço tratam o seu capital humano. “Capacitação custa caro. Hospitais poderiam ser mais rigorosos nesse quesito para que a concorrência fosse mais justa.  Não gostamos de perder negócios para outros que tratam seus funcionários como faxineiros descartáveis”.

Deixe uma resposta