Em SP, só três cursos de medicina farão Revalida

, Sem categoria
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

No estado de São Paulo, os cursos de medicina mais concorridos, Unicamp, USP, Unesp e Unifesp não passarão pelo pré-teste do Revalida. Também ficaram de fora cursos tradicionais como o da Santa Casa e o da PUC-SP.
As instituições que serão submetidas ao teste são as Universidades de Ribeirão Preto, Marília e Oeste Paulista. As duas primeiras têm nota três, considerada regular no Conceito Preliminar de Curso (CPC), índice de qualidade do MEC, publicado em 2010. Já a do Oeste Paulista teve nota dois, considerado um nível insatisfatório.
Com a aplicação do revalida para brasileiros o MEC  pretende avaliar às diretrizes dos cursos de Medicina do País. Entidades médicas e especialistas criticam o pré-teste, sob o argumento de que o diagnóstico serviria para baixar a dificuldade do Revalida. Criado em 2011, o exame registrou índices de reprovação entre 90% e 91%.
O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), ligado ao MEC, é o órgão responsável pelo Revalida. O presidente do Inep, Luiz Claudio Costa, diz que os resultados não serão divulgados e não há objetivo de comparação. Ele diz que a escolha de instituições foi feita por região, não por Estado. “A amostra é bem representativa. Foi levada em conta a proporção de concluintes por curso e níveis de qualidade.”

Deixe uma resposta