Exames de citopatologia têm investimento de R$ 23,6 milhões

, Sem categoria
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

O Ministério da Saúde acaba de adotar uma medida que institui a Qualificação Nacional em Citopatologia (QualiCito). O objetivo é melhorar a qualidade de análises laboratoriais e incentivar a expansão da oferta do exame preventivo de câncer do colo do útero na faixa dos 25 a 64 anos.

Este incentivo prevê o aumento do valor do exame citopatológico em 5%. Além disso, esses exames, quando realizados na faixa etária de 25 a 64 anos – para câncer de colo do útero – terão valor adicional de 10%.

Outro incentivo financeiro previsto é o controle da qualidade dos exames.  Para isso, o Ministério da Saúde investirá, em 2014, cerca de R$ 24 milhões. No ano passado, também foram investidos R$ 72,6 milhões para a realização de exames citopatológicos. Desde 2010, o Ministério da Saúde já investiu R$ 223,5 milhões nessa ação.

No ano passado foram realizados pelo SUS, 10,9 milhões de exames citopatológicos, sendo 8,5 milhões na faixa prioritária (25 a 64 anos). Do total de exames realizados, 77% foram realizados na faixa etária prioritária, que representa 68,3% do público alvo, ao considerarmos todas as mulheres entre 25 e 64 anos que façam um exame a cada três anos. Esta é uma condição de rastreamento após dois exames normais.

O QualiCito é uma medida que integra o rol de ações que o MS vem realizando desde março de 2011, quando o Governo Federal lançou um conjunto de medidas para fortalecer o Programa Nacional de Controle do Câncer do Colo do Útero e de Mama.