Governador inaugura 10 leitos de UTI em Rondonópolis

, Sem categoria

Na tarde desta terça feira (23/6) o governador do estado Pedro Taques(PDT) esteve em Rondonópolis, para inaugurar oficialmente a ampliação a unidade de terapia intensiva do o Hospital Regional “Irmã Elza Giovanella”, com 10 novos leitos, além da aquisição de um aparelho de tomografia. No total foram investidos em torno de R$ 5 mi na construção do espaço e na  aquisição de equipamentos.

Depois de descerrar da placa alusiva aos 10 novos leitos, o governador falou aos presentes sobre a importância de se estruturar a saúde nos municípios do interior de Mato Grosso. “ Estamos fazendo o que é possível, mas ainda não é o ideal. Nós já inauguramos 30 UTIs em seis meses de governo, enquanto no governo passado em seis anos foram 60 unidades. Portanto estamos trabalhando firmemente para resolver isso e não se trata de quantidade e sim a sua colocação estratégica no território do estado, desta forma não criando ou implantando para fins políticos e sim dentro de um sistema organizado”, disse

Acompanhado do prefeito municipal Percival Muniz, dos deputados estaduais Max Russi(PSB) e José Carlos do Pátio(SDD), prefeitos da região, Pedro Taques mais uma vez fez questão de lembrar como recebeu o governo de seu antecessor Sinval Barbosa. “Mais uma vez tenho que falar do passado sim, pois o que ocorria era uma verdadeira bandalheira o povo de Mato Grosso queria mudança e estamos trabalhando para que isso ocorra”, comentou.

O prefeito Percival Muniz destacou a importância da ampliação no atendimento para os casos complexos que necessitam de UTIs e da necessidade de melhorias no que compete ao estado na questão da saúde. “A saúde de Rondonópolis só precisa de um “empurrãozinho” do estado e desta forma vai melhorar e muito. Por que de todas as áreas de serviços, o nosso gargalo é a saúde, um exemplo é que precisamos diminuir a fila das cirurgias eletivas “disse.

O diretor administrativo do Hospital Regional, Geovane Freitas explicou o impacto que os dez novos leitos tiveram no atendimento de alta complexidade. “Esse impacto se dá com a oferta estes leitos a pacientes que aguardavam nas emergências do hospital regional e do Pronto Atendimento Municipal e agora temos como oferecer uma demanda maior de leitos e assim dando uma assistência mais rápida para o paciente.  Desde o último dia 20, os dez novos leitos já estão sendo ofertados e hoje a ocupação da unidade de terapia intensiva é de 16 pacientes.