Governo federal condena irregularidades no SUS

Saúde Online

, Governo

Ministério da Saúde prioriza a informatização da rede pública para dar transparência ao uso dos recursos públicos

O Ministério da Saúde afirmou em nota, nesta segunda-feira (10), que considera inaceitável qualquer irregularidade no SUS com objetivo de obter vantagens pessoais. Isso porque no último domingo (9), o programa Fantástico, da TV Globo, veiculou uma reportagem sobre um esquema envolvendo políticos para furar a fila do SUS.

As irregularidades apresentadas reforçam que é acertada a prioridade dada pela atual gestão do Ministério da Saúde à informatização da rede pública para dar transparência ao uso dos recursos públicos.

Em nota, o ministério informa também que está em implantação um sistema de informação nacional para todos os serviços e, em 60 dias, os postos de saúde de todo o País devem adotar prontuário eletrônico e envio 100% digital das informações.

O órgão fiscalizará as irregularidades apontadas pela reportagem por meio do Denasus (Departamento Nacional de Auditoria do SUS). Pela legislação, a organização das filas é responsabilidade dos estados e municípios.

O cidadão é parte fundamental na fiscalização do sistema e pode denunciar irregularidades pelo número 136.