Hospitais do Mato Grosso parrarão por análise de infraestrutura

, Sem categoria

A Secretária de Estado de Mato Grosso fará um estudo sobre a viabilidade da Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá e também do Hospital Central, que ainda está em fase de construção. O prazo para conclusão do levantamento da Santa Casa termina o dia 30 de março. A condução do trabalho está sob a competência do secretário de Estado de Saúde, Marco Aurélio Bertuliodas Neves.

O conclusão do estudo é uma das metas previstas dentro do acordo firmado entre o secretário e o governador Pedro Taques (PDT), no último dia dois, para os 100 primeiros dias do novo governo.

Ainda de acordo com o termo assinado, o Hospital Central, que começou a ser construído em 1984, e até a presente data ainda não teve as obras concluídas, passará por uma análise de sua infraestrutura para verificar a possibilidade do local ser convertido em “Hospital Materno Infantil”. O prazo para esse estudo termina no dia 28 de fevereiro.

A unidade hospitalar começou a ser construída no governo Júlio Campos. O projeto inicial tinha previsão de ter 300 leitos, o prédio está abandono e fica localizado no Centro Político Administrativo. Existe uma batalha judicial com decisão proferida em 2010, para a retomada da obra.

Compromisso de Campanha

Durante a campanha política, o então candidato Pedro Taques fez o compromisso de construir um hospital na Capital com 300 leitos. O governador já determinou que o secretário faça um estudo de cooperação técnica com o município de Cuiabá para construção da unidade hospitalar.

Também está prevista a retomada da gestão de dois hospitais de competência estadual, o Metropolitano de Várzea Grande e o Regional de Colíder.