Rede Mater Dei de Saúde faz expansão do Serviço de Hemodiálise

A Rede Mater Dei de Saúde inaugura hoje (24) o novo espaço do Serviço de Hemodiálise. Trata-se da expansão do atendimento para pacientes com insuficiência renal para o Mater Dei Contorno, que contará com instalações modernas, boxes amplos, individualizados e climatizados para proporcionar aos clientes mais conforto, privacidade e segurança. Uma estrutura dentro dos padrões internacionais dos melhores serviços e de acordo com as mais recentes exigências da Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Anvisa e do Ministério da Saúde.

“As novas instalações do Serviço de Hemodiálise Mater Dei foram construídas em acordo com projetos de unidades de saúde norte-americanas. O atendimento é personalizado, em um ambiente mais tranquilo e com garantia de qualidade dos serviços prestados, sendo o único Serviço de Hemodiálise em Minas a oferecer um espaço totalmente exclusivo e individualizado. A equipe de atendimento é multidisciplinar e composta de profissionais altamente qualificados, com enfermeiras, psicólogas, nutricionistas e nefrologistas para melhorar o tratamento e a qualidade de vida do paciente. O Serviço é, ainda, vinculado a uma equipe de Transplante Renal experiente, para encaminhamento dos pacientes com indicação de realização de transplante”, conta o coordenador do Serviço de Hemodiálise, o médico Euler Lasmar.

Há 15 anos realizando o Transplante Renal, o Mater Dei foi um dos primeiros hospitais de Belo Horizonte a fazer este tipo de cirurgia. O Serviço de Hemodiálise foi inaugurado 2005 com o atendimento concentrado no Mater Dei Santo Agostinho e, devido ao aumento da demanda dos pacientes, houve a necessidade de expansão. “O Serviço na Rede é intra-hospitalar atendendo a pacientes internados e externos, contando com todo o suporte de um hospital de referência em Belo Horizonte, com Certificação de Organizações Internacionais – Joint Comission Internacional – JCI e NIAHO e todos os recursos para tratamento de eventuais intercorrências dos pacientes em hemodiálise e grande facilidade para internação, inclusive em Centro de Terapia Intensiva. Assim, toda a equipe profissional está voltada não somente para a realização das sessões de hemodiálise ambulatorial, mas para oferecer um amplo suporte tanto para os pacientes renais crônicos, quanto para seus familiares”, esclarece o coordenador. Euler ressalta que no Mater Dei Santo Agostinho, a partir de agora, serão feitas apenas as hemodiálises em pacientes com insuficiência renal aguda ou em crônicos que estiverem internados.

Deixe uma resposta