Rio aposta em humanização para instalações de saúde

, Sem categoria
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

A humanização dos ambientes é uma tendência que tem ganhado cada vez mais espaço dentro das instituições de saúde. Prova disso, é que inclusive hospitais da rede pública têm adotado ambientes arquitetonicamente mais aconchegantes para melhorar a sensação dos pacientes.  A Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro já está adotando a Política Nacional de Humanização do Ministério da Saúde.

Esta nova tendência dita ambientes mais coloridos, com iluminação natural, obras de arte, personagens e objetos de motivação. Neste contexto, os hospitais da Rede Estadual do Rio de Janeiro, por meio de uma equipe de comunicação visual já ganhou um tomógrafo com cara de nave espacial, fachadas com literatura de cordel, UTI iluminada com lâmpadas de LED coloridas à escolha do paciente e murais do artista plástico Romero Britto.

Um bom exemplo, é o Instituto Estadual do Cérebro, inaugurado recentemente, com áreas dedicadas exclusivamente ao relaxamento. Há uma brinquedoteca no térreo, nos leitos pediátricos de terapia intensiva, o paciente pode escolher a cor do quarto. Para os adultos, um piano doado pelo médico Paulo Niemeyer , foi instalado no lounge do hospital. A ideia é tornar a espera por um exame, internação ou notícias de parentes o menos estressante possível.

Deixe uma resposta